Dados do Caso

Tórax

Gastrointestinal

DOENÇA DE ERDHEIM-CHESTER: ACOMETIMENTO TORÁCICO, ABDOMINAL E OFTALMOLÓGICO

151
Destaque
Tipo Caso 1
  • Javier Alejandro Lecca Espinoza - Hospital das Clínicas da FMRP-USP
  • Danilo Tadao Wada - Hospital das Clínicas da FMRP-USP
  • Marcel Koenigkam Santos - Hospital das Clínicas da FMRP-USP
JAVIER ALEJANDRO LECCA ESPINOZA - Hospital das Clínicas da FMRP-USP; Hospital das Clínicas da FMRP-USP
Email: javierlecca19@gmail.com
24/05/2020
02/07/2020
Feminine, 61 anos
Erdheim-Chester Disease, Mediastinal Diseases, Histiocytosis, Non-Langerhans-Cell, Thorax, Aorta, Thoracic

Resumo

A doença de Erdheim-Chester é uma doença sistêmica rara, caracterizada pela infiltração difusa de tecidos e múltiplos orgãos por células do sistema reticuloendotelial, caracterizando uma histiocitose não-Langerhans. Nosso caso ilustra o caráter multissitêmico da doença, com acometimento torácico, abdominal e oftalmológico.

Histórico Clínico

Paciente do sexo feminino, 61 anos, com história de tosse seca há 1 mês associada a alteração bilateral da visão. Antecedentes: hipertensão arterial sistêmica, arritmia cardíaca, policitemia vera, hipotireoidismo e insuficiência renal crônica. Nega alergias e cirurgias prévias. Sem antecedente oncológico. Ao exame físico se evidenciou proptose bilateral.

Achados Radiológicos

Realizou-se avaliação inicial de imagem com radiografia simples (RX) de tórax (Fig. 1) que evidenciou obliteração do recesso ázigo-esofágico. Após achados no ecocardiograma, foi indicado estudo de ressonância magnética (RM) de tórax (Fig. 2) e do abdome (Fig. 3), que evidenciaram formação tecidual mediastinal envolvendo a aorta ascendente e descendente, tronco braquiocefálico, veia cava superior, átrio direito, veia pulmonar inferior direita e os rins. Para estudo da face, foi indicada RM de orbitas (Fig. 4) que mostrou massa infiltrativa de partes moles retro-orbitária bilateral. Após biopsia do tecido retro-orbitário, o estudo anatomopatológico confirmou o diagnóstico de doença de Erdheim-Chester (DEC).

Discussão

A DEC é uma histiocitose de células não Langerhans. Rara e muitas vezes negligenciada, foi descrita incialmente pelo patologista William Chester em 1930 [1]. É uma doença com pico de incidência de diagnóstico entre a quinta e a sétima décadas de vida, com uma predileção pelo sexo masculino [2,3]. A DEC apresenta etiologia não definida, mas sua patogênese é caraterizada por um distúrbio sistêmico das redes de citocinas e quimiocinas, como IL-6 e IFN-α [4,5]. Devido às suas múltiplas faces de apresentação, a DEC representa um desafio diagnóstico [6]. A dor óssea é a manifestação mais comum junto com a osteosclerose bilateral e simétrica das metáfises e diáfises dos ossos [5], mas cerca da metade dos pacientes com DEC pode ter manifestações extraósseas como infiltração retroperitonial, comprometimento cardiovascular, pulmonar, neurológico e endócrino [5,7]. Seu curso clínico depende principalmente da extensão e distribuição da doença, destacando-se o envolvimento neurológico e cardíaco como principais indicadores de mau prognóstico [8,9]. Dada a raridade do diagnóstico, seu tratamento ainda não é bem estabelecido [10], com escassas diretrizes terapêuticas publicadas sobre o assunto [6]. Os avanços terapêuticos têm reduzido a morbidade da doença, no entanto, sem definitivo impacto na mortalidade no longo prazo, persistindo uma sobrevida global de 1 e 5 anos de 96% e 68%, respectivamente [5]. Embora o diagnóstico definitivo seja feito por avaliação histopatológica e imunohistoquímica, os exames de imagem possuem papel fundamental para a avaliação da extensão do acometimento da doença e para a avaliação seriada da resposta aos tratamentos instituídos [5]. Quando do envolvimento simétrico dos membros inferiores por tecido de aspecto infiltrativo, associado a envolvimento perirrenal e peri-aórtico, deve-se suspeitar da DEC [9].

Lista de Diferenciais

  • Linfoma
  • Histiocitose Langerhans
  • Fibrose pericárdica e retroperitoneal
  • Doença sistêmica relacionada à IgG4

Diagnóstico

  • DOENÇA DE ERDHEIM-CHESTER.

Aprendizado

No envolvimento tecidual mediastinal, cardíaco, aórtico e perirrenal, mais formação retro-orbitária deve-se suspeitar de DEC, fazendo diagnóstico diferencial principalmente com doenças linfoproliferativas.

Referências

  • Chester W. Uber lipoidgranulomatose. Virchows Arch Pathol Anat. 1930(279):561–602.
  • Arnaud L, Hervier B, Néel A, et al. CNS involvement and treatment with interferon-α are independent prognostic factors in Erdheim-Chester disease: a multicenter survival analysis of 53 patients. Blood [Internet]. 2011 Mar 10;117(10):2778–82. Available from: https://ashpublications.org/blood/article/117/10/2778/19529/CNS-involvement-and-treatment-with-interferonα-are
  • Veyssier-Belot C, Cacoub P, Caparros-Lefebvre D, et al. Erdheim-Chester Disease Clinical and Radiologic Characteristics of 59 Cases. Medicine (Baltimore) [Internet]. 1996;75(3). Available from: https://journals.lww.com/md-journal/Fulltext/1996/05000/Erdheim_Chester_Disease_Clinical_and_Radiologic.5.aspx
  • Munoz J, Janku F, Cohen PR, Kurzrock R. Erdheim-Chester Disease: Characteristics and Management. Mayo Clin Proc [Internet]. 2014 Jul;89(7):985–96. Available from: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S002561961400144X
  • Kumar P, Singh A, Gamanagatti S, Kumar S, Chandrashekhara SH. Imaging findings in Erdheim-Chester disease: what every radiologist needs to know. Polish J Radiol [Internet]. 2018;83:54–62. Available from: https://www.termedia.pl/doi/10.5114/pjr.2018.73290
  • Diamond EL, Dagna L, Hyman DM, et al. Consensus guidelines for the diagnosis and clinical management of Erdheim-Chester disease. Blood [Internet]. 2014 Jul 24;124(4):483–92. Available from: https://ashpublications.org/blood/article/124/4/483/33331/Consensus-guidelines-for-the-diagnosis-and
  • Zaveri J, La Q, Yarmish G, Neuman J. More than Just Langerhans Cell Histiocytosis: A Radiologic Review of Histiocytic Disorders. RadioGraphics [Internet]. 2014 Nov;34(7):2008–24. Available from: http://pubs.rsna.org/doi/10.1148/rg.347130132
  • Brun A-L, Touitou-Gottenberg D, Haroche J, et al. Erdheim-Chester disease: CT findings of thoracic involvement. Eur Radiol [Internet]. 2010 Nov 20;20(11):2579–87. Available from: http://link.springer.com/10.1007/s00330-010-1830-7
  • Purysko AS, Westphalen AC, Remer EM, Coppa CP, Leão Filho HM, Herts BR. Imaging Manifestations of Hematologic Diseases with Renal and Perinephric Involvement. RadioGraphics [Internet]. 2016 Jul;36(4):1038–54. Available from: http://pubs.rsna.org/doi/10.1148/rg.2016150213
  • Braiteh F, Boxrud C, Esmaeli B, Kurzrock R. Successful treatment of Erdheim-Chester disease, a non–Langerhans-cell histiocytosis, with interferon-α. Blood [Internet]. 2005 Nov 1;106(9):2992–4. Available from: https://ashpublications.org/blood/article/106/9/2992/21903/Successful-treatment-of-ErdheimChester-disease-a

Informações do Caso

:
: Ahead of DOI

Imagens

+ Veja todos

Vídeos

11 3372-4544