Case data

Radiologia Pediátrica

Gastrointestinal

PÂNCREAS ANULAR NO RECÉM-NASCIDO: RELATO DE CASO

298
Destaque
Tipo Caso 1
  • Marina Cristina Akuri - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
  • Marcelo dos Santos Bandeira Filho - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
  • Rodrigo Regacini - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
Lucas Ribeiro de Medeiros - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
Email: lucasrdmedeiros@gmail.com
5/30/2021
7/18/2022
Feminine, 0 anos
Pâncreas, Obstrução Duodenal

Abstract

Recém-nascida do sexo feminino apresentando vômitos biliosos e distensão abdominal após as mamadas. Radiografia simples do abdome revelou distensão gástrica, e exame de trânsito intestinal evidenciou dificuldade à progressão do meio de contraste iodado da primeira para a segunda porções duodenais. O achado intraoperatório foi de pâncreas anular.

Clinical History

Paciente feminina, 5 dias de vida, recém nascida a termo por cesária devido a descontrole pressórico materno, apresentou hipotonia e necessidade de 1 ciclo de VPP, com boa resposta. Escore Apgar 7/10 e peso de nascimento 2590 g. Evoluiu com vômitos biliosos e distensão abdominal desde a primeira mamada, mantendo resíduos biliosos após sondagem gástrica e instituição de jejum. Aventada a possibilidade de obstrução duodenal, foi realizado exame de trânsito intestinal com relato de “estase do contraste na loja gástrica”, sendo então a paciente encaminhada ao nosso serviço para elucidação diagnóstica. Aos 5 dias de vida, a radiografia simples do abdome evidenciou distensão gástrica e, no sexto dia de vida, o exame de trânsito intestinal demonstrou dificuldade à progressão do meio de contraste iodado da primeira para a segunda porções duodenais. O achado intraoperatório foi de pâncreas anular.

Radiological findings

Na fase pré-contraste, o exame de trânsito intestinal evidencia acentuada distensão gasosa gástrica (figura 1) e do bulbo duodenal (figura 1), além do contraste residual do exame realizado no serviço de origem. Após ingestão do meio de contraste iodado, observa-se estômago com topografia habitual e dificuldade à progressão do meio de contraste da primeira para a segunda porções duodenais, o que limita a avaliação da transição duodenojejunal (figuras 2, 3 e 4). As principais considerações diagnósticas são pâncreas anular e membrana duodenal.

Discussion

O pâncreas anular é uma anomalia congênita rara [1,2,3,4,5], que ocorre por rotação incompleta do segmento ventral e consequente envolvimento completo ou parcial da segunda porção duodenal pelo pâncreas [1,2,3]. Pode ser dividido em dois tipos: (1) extramural, no qual o ducto pancreático ventral envolve e circunda o duodeno antes de juntar-se ao ducto pancreático principal [1], e (2) intramural, no qual o tecido pancreático está entremeado às fibras musculares duodenais, e pequenos ductos drenam diretamente no duodeno [1]. Há duas principais teorias para explicar sua origem [1,5]: (1) teoria de Lecco, na qual há involução da porção ventral esquerda e adesão da porção ventral direita à parede duodenal, tornando-se alongada com a rotação (figura 5) [1,5], (2) teoria de Baldwin, na qual há persistência da porção ventral esquerda, que migra ao redor do duodeno em direção oposta à direita para unir-se à porção dorsal do pâncreas (figura 6) [1,5]; e uma terceira teoria, na qual a ponta da porção ventral esquerda fica aderida ao duodeno, e a rotação duodenal resulta em um anel de tecido pancreático [1]. Apesar de cada uma dessas teorias explicar apenas parte dos casos de pâncreas anular [1,5], está claro que é derivado da porção ventral do pâncreas em desenvolvimento [3]. Em cerca de metade dos casos sintomáticos [1], o pâncreas anular manifesta-se como obstrução gastrointestinal e vômitos biliosos, ou obstrução das vias biliares em neonatos [1,2,3,4,5]. Já nos adultos, manifesta-se com sintomas de doença ulcerosa péptica, obstrução duodenal ou pancreatite [1,3,4,5]. Metade dos casos podem permanecer assintomáticos por toda a vida [3,4,5].

List of Advantages

  • Membrana duodenal
  • Atresia duodenal
  • Volvo do intestino médio

Diagnosis

  • Pâncreas anular

Learning

O pâncreas anular em recém nascidos é uma condição cujas manifestações leva à suspeita suspeita clínica, a qual deve ser prontamente investigada com exames de imagem no contexto do paciente sintomático, uma vez que seus achados determinam conduta cirúrgica.

References

  • Mortelé KJ, Rocha TC, Streeter JL, Taylor AJ. Multimodality Imaging of Pancreatic and Biliary Congenital Anomalies. RadioGraphics 2006; 26 (3): 715-31.
  • Di Piglia EBM, Penna CRR, Tobias J, Oliveira D, Marchiori E. The main radiologic findings in annular pancreas. Radiol Bras 2019; 52 (4): 275-6.
  • Saghir A, Motarjem P, Kowal DJ, Midkiff B, Gupta P. Annular pancreas: Radiologic features of a case with recurrent acute pancreatitis. Radiol Case Rep 2011; 6(3): 459.
  • Merrow AC, Linscott LL, O’Hara SM, Towbin AJ, Aquino MR, Richardson RR et al. Diagnostic imaging: Pediatrics. 3rd ed. Philadelphia (PA): Elsevier; 2017.
  • Lee NK, Kim S, Jeon TY, Kim HS, Kim DH, Seo HI et al. Complications of Congenital and Developmental Abnormalities of the gastrointestinal tract in adolescents and adults: evaluation with multimodality imaging. Radiographics 2010; 30 (6): 1489-1507.

Case Information

:
: Ahead of DOI

Images

+ See All

Videos

11 3372-4544