Case data

Tórax

Radiologia Pediátrica

RIM ECTÓPICO INTRATORÁCICO

285
Selecionado
Tipo Caso 1
  • GUILHERME CASTILHO SORENSEN DE LIMA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
THIAGO YOSHIO KOBAYASHI - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
Email: thiago.y.kobayashi@gmail.com
3/30/2021
12/12/2021
Feminino , 5 anos
Rim, Tórax

Abstract

O rim intratorácico é uma anomalia congênita rara, apresentando a menor frequência entre todas as ectopias renais. Relatamos o caso de uma paciente de 5 anos, sem comorbidades, que procurou o serviço com quadro de tosse seca. Foi solicitada radiografia de tórax, evidenciando uma massa na base do hemitórax direito. Em seguida, foram solicitadas tomografia computadorizada e ultrassonografia, confirmando o diagnóstico de rim ectópico intratorácico à direita.

Clinical History

Paciente do sexo feminino, com 5 anos de idade, apresentando tosse seca. Sem comorbidades ou antecedentes cirúrgicos. Antecedente familiar de asma.

Radiological findings

Solicitada inicialmente radiografia de tórax, que evidenciou massa ovalada na base do hemitórax direito, bem delimitada e apresentando aparente contato com a parede diafragmática (imagens 1 e 2). Em seguida, foi realizada tomografia computadorizada de tórax, demonstrando que a massa visualizada na radiografia correspondia ao rim direito ectópico, localizado no hemitórax direito (imagens 3, 4 e 5). Por fim, foi realizada ultrassonografia, confirmando o diagnóstico rim ectópico intratorácico à direita (imagem 6).

Discussion

O rim intratorácico é a ectopia renal mais rara, sendo responsável por menos de 5% de todas as ectopias renais [1]. Predomina no sexo masculino e é mais frequente no lado esquerdo (61%), sendo bilateral em 10% dos casos [2, 3]. A baixa incidência de ectopia renal direita é explicada pela fusão precoce do canal pleuroperitoneal desse lado e pela presença do fígado como barreira [5]. Diferente dos rins ectópicos pélvicos, que muitas vezes apresentam litíase, obstrução ou infecção, os rins ectópicos torácicos geralmente são normais ao diagnóstico [4]. Vale ressaltar que em todos os casos, o rim está localizado na cavidade torácica e não no espaço pleural, com os vasos renais e o ureter saindo do tórax pelo forame de Bochdalek [5]. A ectopia renal intratorácica pode ser classificada em quatro categorias, de acordo com sua etiologia: ectopia verdadeira, eventração diafragmática, hérnia diafragmática e lesões traumáticas do diafragma [3, 6]. O rim intratorácico é geralmente um achado de exame em pacientes assintomáticos [1, 4, 6]. Vários métodos de imagem podem ser utilizados ​​para chegar ao diagnóstico de rim ectópico intratorácico. Radiografias simples costumam ser indeterminadas e podem confundir essa condição com outras lesões do mediastino posterior, como hérnia de Bochdalek, sequestro pulmonar ou tumores neurogênicos. Atualmente, a ultrassonografia e a tomografia computadorizada são as modalidades mais utilizadas para confirmar o diagnóstico de ectopia renal intratorácica [7]. A maioria dos casos de ectopia renal intratorácica não necessita de tratamento, exceto em casos de refluxo vesicoureteral, obstrução ou infecção [7, 8]. Assim, entre os diagnósticos diferenciais de massa intratorácica, deve-se pensar na hipótese de rim intratorácico, uma condição rara que geralmente ocorre em pacientes assintomáticos, e pode ser identificada pela ultrassonografia ou tomografia computadorizada de tórax, como no caso em questão.

List of Advantages

  • Neurofibroma
  • Glanglioneuroma
  • Hérnia de Bochdalek
  • Cisto pericárdico
  • Outras lesões diafragmáticas, pleurais e pulmonares

Diagnosis

  • Rim ectópico intratorácico à direita

Learning

Rim ectópico intratorácico é uma anomalia muito rara, mas que deve ser lembrada entre os diagnósticos diferenciais de uma massa torácica. A avaliação inadequada pode levar ao diagnóstico equivocado de neoplasia, resultando em intervenções desnecessárias.

References

  • 1. Moazzendeh AR, Khodadadian P, Potter RT. The intrathoracic kidney. J Thorac Cardiovasc Surg. 1977;73:480–482.
  • 2. Gupta A, Maheshwarappa RP, Jangid H, 2. Lal Meena M. Ectopic intrathoracic kidney: A case report and literature review. Hong Kong J Nephrol. 2013;15(1):48-50.
  • 3. Arslan H, Aydogan C, Orcen C, GonIllu E. A rare case: Congenital thoracic ectopic kidney with diaphragmatic eventration. J Pak Med Assoc. 2016;66(3):339-41.
  • 4. Donat SM, Donat PE. Intrathoracic kidney: A case report with a review of the world literature. J Urol. 1988;140:131–133.
  • 5. Karaoglanoglu, N., Turkyilmaz, A., Eroglu, A. et al. Right-sided Bochdalek hernia with intrathoracic kidney. Pediatr Surg Int 22, 1029–1031 (2006).
  • 6. Khoshchehreh M, Paknejad O, Bakhshayesh-Karam M, Pazoki M. Thoracic Kidney: Extremely Rare State of Aberrant Kidney. Case Rep Urol. 2015;2015:672628.
  • 7. Fadaii A, Rezaian S, Tojari F. Intrathoracic kidney presented with chest pain Iran J Kidney Dis, 2 (2008), pp. 160-162
  • 8. Fiaschetti V, Velari L, Gaspari E, Simonetti G. Adult intra-thoracic kidney: a case report of bochdalek hernia Case Rep Med, 2010 (2010)

Case Information

:
: Ahead of DOI

Images

+ See All

Videos

11 3372-4544