Case data

Tórax

ARCO AÓRTICO À DIREITA, COM ARTÉRIA SUBCLÁVIA ESQUERDA ABERRANTE ASSOCIADA A DIVERTÍCULO DE KOMMERELL

138
Ensino
Tipo Caso 1
  • JÚLIA TUPINAMBÁ DEL REY CRUSOÉ - SANTA CASA DE MISERICORDIA DA BAHIA
DANILO DE OLIVEIRA SANTANA RAMOS - ASSOCIACAO OBRAS SOCIAIS IRMA DULCE
Email: dan_ramos_@hotmail.com
5/3/2020
6/22/2020
Feminino , 52 anos
Aorta Torácica, Tórax, Anormalidades Congênitas

Abstract

Paciente do sexo feminino, 52 anos, assintomática, com diagnóstico de "Arco aórtico à direita com subclávia esquerda aberrante associada a divertículo de Kommerell", identificado de forma incidental.

Clinical History

Paciente do sexo feminino, 52 anos, assintomática, em exame periódico. Negava dor torácica, dispneia, disfagia ou perda de peso. O exame físico não apresentava alterações de nota. Realizou radiografia do tórax, na qual foi identificada opacidade retrotraqueal com compressão extrínseca e deslocamento anterior da traqueia, na incidência em perfil. Optado então pela realização de tomografia computadorizada do tórax com contraste para melhor avaliação mediastinal, afim de analisar possíveis diagnósticos diferenciais para os achados na radiografia, dentre eles, formações expansivas e anomalias vasculares. Na tomografia computadorizada do tórax com contraste foi identificado arco aórtico à direita, com presença de subclávia esquerda aberrante com trajeto retroesofágico, cuja origem apresentava morfologia diverticular (divertículo de Kommerell).

Radiological findings

A radiografia do tórax, na incidência em PA, demonstra arco aórtico a direita (FIGURA 1). Na incidência em perfil, observa-se opacidade retrotraqueal com compressão extrínseca e deslocamento anterior da traqueia (FIGURA 2). A tomografia computadorizada do tórax com contraste demonstra “Arco aórtico à direita”, com presença de artéria subclávia esquerda aberrante com trajeto retroesofágico, cuja origem apresenta morfologia bulbosa, configurando divertículo de Kommerell, determinando o deslocamento anterior e compressão extrínseca da traqueia e do esôfago (FIGURAS 3 e 4).

Discussion

O arco aórtico à direita representa uma anomalia congênita rara (com incidência de 0,05% a 0,10% [1], e pode estar associado a artéria subclávia esquerda aberrante [1, 2]. O divertículo de Kommerell é uma anomalia congênita rara usualmente associada ao arco aórtico à direita, e a artéria subclávia esquerda aberrante, e em geral é diagnosticado de maneira incidental em pacientes assintomáticos. Apesar de essas alterações frequentemente não causarem sintomas, é importante a atenção ao desenvolvimento de compressão das estruturas mediastinais adjacentes (esôfago e traqueia), pois podem ocasionar manifestações clínicas como disfagia, dispneia ou estridor, além de tosse e desconforto torácico, devendo, portanto, de ser consideradas no algoritmo na avaliação de pacientes que apresentem esses sintomas. [3]. Os métodos de imagem não invasivos são utilizados na identificação e no diagnóstico, e na definição anatômica e investigação de possíveis cardiopatias associadas. Dentre esses métodos, destacam-se a radiografia convencional do tórax (em PA e perfil) e o esofagograma baritado (sugerem o diagnóstico), e a TC tórax com contraste e/ou RM do mediastino (confirmam o diagnóstico) [4].

List of Advantages

  • Massa mediastinal
  • Anomalia esofágica
  • Linfonodomegalia

Diagnosis

  • ARCO AÓRTICO À DIREITA
  • ARTÉRIA SUBCLÁVIA ABERRANTE
  • DIVERTÍCULO DE KOMMERELL

Learning

O arco aórtico à direita com artéria subclávia esquerda aberrante associada a divertículo de Kommerell é uma anomalia congênita rara. Apesar de usualmente não apresentar sintomas, é importante a atenção ao surgimento de sintomas esofágicos e/ou traqueiais, devendo-se incluir esta entidade na propedêutica clínica-radiológica de pacientes com estas sintomatologias. O papel do radiologista é fundamental na suspeita diagnóstica, interpretação dos achados e indicações dos métodos de imagem.

References

  • 1. Silva CI, Müller N. CBR – Tórax. 2ª ed. São Paulo. Editora Elsevier e Colégio Brasileiro de Radiologia; 2017.
  • 2. Hotta, VT, Albuquerque AS, MOISES VA. Divertículo de Kommerell, arco aórtico à direita e origem anômala da artéria subclávia esquerda: Relato de caso. Rev Bras. Ecocardiogr Imagem Cardio 2014; 27:267-270.
  • 3. Adams MT, Wilhelm M, Singh N, Andersen C. Right aeortic arch with Kommerell Diverticulum: a rare cause of dysphagia. JAMA Otolaryngol Head Neck Surg 2014; 140(6): 560–562.
  • 4. Abuchaim DCS, Burger M, Berwanger SA, Faraco DL. Anel vascular associado a divertículo de Kommerell: relato de caso. Rev Bras Cir Cardiovasc 2007; 22(3) 352-354.

Case Information

:
: Ahead of DOI

Images

+ See All

Videos

11 3372-4544