Case data

Uroradiologia e Imagem Genital Masculina

ADENOMA NEFROGÊNICO DA URETRA

105
Ensino
Tipo Caso 1
  • LILIAN AGUIAR PUPO ZANINI - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
  • José Eduardo Mourão Santos - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
  • Giuseppe D'ippolito - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO - UNIFESP - ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA
-
4/8/2020
6/11/2020
Masculino , 69 anos
Procedimentos Cirúrgicos Urológicos, Imagem por Ressonância Magnética, Neoplasias Urológicas

Abstract

O adenoma nefrogênico é um tipo incomum de neoplasia benigna do trato urinário, decorrente de metaplasia de células uroteliais com proliferação epitelial ao longo da mucosa e frequentemente associado a processos inflamatórios crônicos de repetição, sendo mais prevalentes em homens na idade adulta [¹,²]. O objetivo deste relato de caso é revisar os principais os aspectos epidemiológicos do adenoma nefrogênico e apresentar os aspectos de imagem por ressonância magnética.

Clinical History

Paciente masculino 69 anos, procurou atendimento urológico com queixa de nodulação palpável e indolor no períneo há 2 anos, com sensação de dormência local associado a disfunção erétil. Realizou exames laboratoriais gerais (incluindo o PSA) com resultados normais. Fez ressonância magnética da pelve e biópsia guiada por ultrassonografia. O diagnóstico foi comprovado por histologia e imunohistoquímica. Como tratamento foi optado a ressecção cirúrgica.

Radiological findings

Lesões císticas bem definidas, tubulares, multisseptadas ou multiloculadas, que acometem o colo vesical, uretra, ureter e a pelve renal, com tamanhos variados de 0,3 cm a 15 cm [¹]. Na ressonância magnética as lesões aparecem com um alto sinal em T2 e baixo sinal em T1, sem realce. Quando grandes podem apresentar conteúdo hemático. No caso apresentado observa-se uma volumosa formação cística (alto sinal em T2) multiloculada centrada no assoalho pélvico / períneo, estendendo-se: - superiormente para o ápice prostático, notadamente na região apicobasal da próstata à direita; - inferiormente para a musculatura puborretal, pubococcígea, com compressão e deslocamento da musculatura do plano interesfincteriano à direita; - anteriormente para o bulbo esponjoso / base do pênis à esquerda (Figuras 1, 2 e 3) e que não apresenta realce pelo meio de contraste (Figura 4). Mede cerca de 11,5 x 9,3 x 4,5 cm.

Discussion

O adenoma nefrogênico é uma neoplasia benigna do trato urinário, decorrente de um processo metaplásico das células uroteliais com proliferação epitelial ao longo da mucosa do trato urinário [¹,²]. Embora sua patogênese ainda seja desconhecida, frequentemente está associado a processos inflamatórios crônicos, manipulações cirúrgicas pregressas, transplante renal, divertículos uretrais e tratamentos prévios com BCG intravesical. Predomina nos adultos e ⅔ são do sexo masculino [³]. Os sintomas são inespecíficos, por vezes relacionados à urgência miccional e polaciúria, sendo infrequente a queixa de hematúria [¹]. Quando grandes podem provocar sintomas obstrutivos, como retenção urinária e/ou hidronefrose. Geralmente são detectados por via endoscópica [¹] e o diagnóstico é por uma análise histopatológica com estudo imunohistoquímico [²]. Os aspectos radiológicos evidenciam uma lesão cística multisseptada ou multiloculada, de aspecto tubuliforme, localizada no trato urinário, predominando no colo vesical (80%), uretra (15%), ureter (5%) e pelve renal (<1%)[¹], sendo melhor caracterizada no estudo por ressonância magnética, que avalia a extensão da lesão e os planos anatômicos, com o objetivo terapêutico e prognóstico. Foram relatados alguns casos de recidiva após a ressecção e também a associação com carcinoma e papiloma uroteliais [³]. Este relato de caso apresentou dados epidemiológicos e aspectos radiológicos concordantes com os dados literários, entretanto a sintomatologia apresentada pelo paciente não foi observada por nenhum outro autor. Isso pode ser decorrente de uma baixa prevalência da doença somada aos poucos estudos encontrados, sobretudo os com alto nível de evidência científica.

List of Advantages

  • Adenocarcinoma ductal da próstata.
  • Seringocele da glândula de Cowper.
  • Divertículos uretrais.

Diagnosis

  • Adenoma nefrogênico da uretra

Learning

O adenoma nefrogênico é uma patologia incomum e deve ser lembrada no diagnóstico diferencial das lesões multicísticas do trato urinário inferior, principalmente quando acometer o colo vesical e a uretra, em pacientes masculinos e adultos, por se tratar de uma lesão curável. Embora o diagnóstico seja histopatológico, o papel do radiologista se torna fundamental na avaliação da ressecabilidade, na suspeição de malignização e na pesquisa de recidivas.

References

  • [¹] Venyo AK. Nephrogenic Adenoma of the Urinary Bladder: A Review of the Literature. Int Sch Res Notices. 2015;2015:704982. Published 2015 Feb 2. doi:10.1155/2015/704982
  • [²] Sakatani, T., Adachi, Y., Sakaida, N., Atsuta, T., Magaribuchi, T., Taki, Y., Nakano, Y., Li, M., Ikehara, S.Nephrogenic adenoma in elderly patients: Three case reports. Molecular and Clinical Oncology 5, no. 2 (2016): 253-256. https://doi.org/10.3892/mco.2016.930
  • [³] Porcaro, A. B., D’Amico, A., Ficarra, V., Balzarro, M., Righetti, R., Martignoni, G., Malossini, G. (2001). Nephrogenic Adenoma of the Urinary Bladder: Our Experience and Review of the Literature. Urologia Internationalis, 66(3), 152–155. doi:10.1159/000056596

Case Information

:
: Ahead of DOI

Images

+ See All

Videos

11 3372-4544